/ governosp
Apresentação - Literatura Brasileira no XXI

Apresentação

SP Leituras - Associação Paulista de Bibliotecas e Leitura

O projeto Literatura Brasileira no XXI nasce da feliz confluência de alguns fatores: 
- da obstinada missão da SP Leituras de desenvolver iniciativas que incentivem o direito ao acesso de todos à leitura e à literatura, por meio de suas práticas e ações cotidianas aplicadas ao SisEB, o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas do Estado de São Paulo, à Biblioteca de São Paulo e à Biblioteca Parque Villa-Lobos, respectivamente programa e equipamentos da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, por ela administrados;
- da generosa doação do jornalista e crítico literário Manuel da Costa Pinto – consultor deste projeto - de livros de Literatura Brasileira Contemporânea, cujos exemplares, devidamente identificados, passam a constar do acervo físico das duas bibliotecas;
 - e, por fim, de uma despretensiosa conversa mantida há algum tempo, numa das sessões do Júri do Prêmio São Paulo de Literatura, com o Prof. Luís Fernando Telles do Departamento de Letras da Unifesp, na qual identificamos uma bela oportunidade.

Os acervos das duas bibliotecas, com sua política de atualização semanal e foco em Literatura, contam com expressiva oferta da produção contemporânea brasileira de literatura.  A programação cultural voltada ao tema, com especial destaque para o Programa Segundas Intenções, criado em 2011, e com cerca de 20 encontros com escritores por ano, cujo conteúdo terão acesso por meio deste site, configura uma expressiva coleção de depoimentos.

Está selada, portanto, uma parceria entre quem produz conhecimento na área – os especialistas oriundos da UNIFESP, que conta com um Programa de Extensão bastante avançado -, e quem media e compartilha este conhecimento com o público – uma instituição reconhecida nacional e internacionalmente.

E da reunião de todos estes elementos resulta também este site, que vai incorporando materiais produzidos por participantes de oficinas e cursos, orientados pelos professores da Unifesp e outros colaboradores do projeto. 
Esperamos, com este projeto, contribuir para dar o destaque que a Literatura Brasileira Contemporânea, que é de altíssima qualidade e enorme diversidade - de autores, de temas, de formas e de gênero - merece.

Segundo os ensinamentos do professor Luiz Milanesi, bibliotecas públicas devem se comprometer com o acesso, mas também com a discussão e a criação. Desejamos que todas as pessoas que se sintam tocadas pela produção literária nacional façam descobertas e usufruam deste tesouro. Este é um convite para que entrem em contato com esta produção maravilhosa, para que comentem e discutam, trazendo suas visões e percepções. E para que participem da programação e das oficinas das bibliotecas, produzindo seus próprios textos.

Pierre André Ruprecht
Diretor executivo da SP Leituras - Associação Paulista de Bibliotecas e Leitura
Foto: Equipe SP Leituras

Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)

É de grande relevância para a Universidade Federal de São Paulo - Unifesp, por meio de sua Pró-Reitoria de Extensão e Cultura e da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, do Campus Guarulhos, poder abrigar, como programa de extensão vinculado ao Departamento de Letras, o projeto Literatura Brasileira no XXI, desenvolvido em parceria com a SP Leituras – Associação Paulista de Bibliotecas e Leitura, referência nacional na implantação e gestão de ações de fomento à cultura e incentivo à leitura.

A Unifesp pretende contribuir com o que possui de mais precioso, seus docentes e discentes, todos trabalhando no sentido de integrar ensino, pesquisa e extensão; sendo esta última entendida como fundamental na configuração da relevância social das ações acadêmicas. Para tanto, estabelece como alguns dos principais objetivos, a divulgação e a promoção do acesso ao acervo de Literatura Brasileira Contemporânea disponível nas bibliotecas de São Paulo e Parque Villa-Lobos; a construção de um espaço de referência para o debate acerca da Literatura Brasileira Contemporânea; o desenvolvimento das atividades dos docentes e discentes das Unidades Curriculares de literatura dos cursos de Letras da Unifesp; a construção do diálogo entre o universo acadêmico e a comunidade de leitores de Literatura Contemporânea Brasileira por meio de ações extensionistas; a implantação da curricularização da extensão nas disciplinas de literatura dos cursos de Letras da Unifesp e a oferta de cursos de formação para o público em geral

Com ações voltadas ao incentivo da propagação e difusão cultural, bem como ao fomento de estratégias de promoção da leitura, a Unifesp acredita estar contribuindo para a construção de uma sociedade mais justa, pacífica e igualitária.

Raiane Patrícia Severino Assumpção
Pró-Reitora de Extensão e Cultura da Unifesp
Foto: Alex Reipert/Unifesp
Magali Aparecida Silvestre
Diretora da Escola de Filosofia Letras e Ciências Humanas – EFLCH
Campus Guarulhos-SP
Foto: Alex Reipert/Unifesp

Ouvidoria Transparência SIC