/ governosp

Notícias

Participe da oficina Escrever e Desenhar com as Sementes

Marcel Della Vecchia e Gabi Perissinotto

Poemas, desenhos e sementes são a matéria-prima da oficina da escritora, tradutora e professora de Literatura da Unifesp, Ana Cláudia Romano Ribeiro. A atividade, a ser realizada no dia 19 de março, das 14h30 às 16h, na Biblioteca Parque Villa-Lobos, é inspirada na produção do livro da própria autora "Ave, Semente" e tem como proposta fazer os participantes criarem poemas e desenhos a partir do olhar, das formas e sensações provenientes de sementes e plantas.

A oficina está dividida em três partes: nos primeiros 30 minutos, a professora apresentará exemplos de composição com palavras e traços. Em seguida, os participantes farão um exercício prático e para finalizar haverá uma roda de leitura para quem quiser compartilhar a produção escrita ou os desenhos. Dirigida a pessoas maiores de 15 anos, as inscrições podem ser feitas neste link.

Além de trabalhar com poemas e traçados, o objetivo da oficina é mostrar a importância de introduzir alguns momentos de apreciação na vida corrida da atualidade. “Somos o tempo todo bombardeados por informações, algumas úteis e muitas inúteis. Tudo está muito veloz e essa rapidez não favorece a visão contemplativa do entorno, repleto de coisas simples, mas que podem ser extremamente prazerosas e valiosas”, diz Ana Cláudia.

Segundo a escritora, esse tempo para fruição não surge ao acaso, é preciso abrir espaço na agenda para torná-lo um hábito. No caso dela, a pausa desejada surgiu somente na pandemia, durante uma caminhada em seu bairro, localizado em uma zona quase rural nos arredores de Campinas. “Nossas ruas são de terra e com muito verde, às vezes até encontro algum gado pelo caminho. Durante esses passeios comecei a pegar algumas sementes pelo chão e ver como elas são bonitas, com formatos diferentes e isso me acendeu uma vontade de voltar a escrever e desenhar”, conta a escritora. O trabalho recém-criado ia para a sua página no Instagram, o que atraiu a atenção da Editacuja e o convite para a publicação do livro. Quem desejar, pode conhecer um pouco mais sobre esse trabalho no site da editora, que tem alguns vídeos com a declamação de poemas do livro.