Publicações | Criação Literária

Fábio Martinelli Casemiro compartilha dicas para criação de textos poéticos

Foto: Aliane Barata

Para o professor Fábio Martinelli Casemiro, a poesia é a arte que existe nas coisas. Definida como uma função de linguagem, ela tem sido refúgio para muitos, especialmente durante este período de enfrentamento da pandemia, para expressar sentimentos e sensações. Os mais de 30 participantes da “Oficina arte poética: demência ou sobrevivência?”, realizada em setembro na programação online da Biblioteca Parque Villa-Lobos, aproveitaram para conhecer melhor este “espaço” de liberdade dentro da literatura.

Com o objetivo de estimular a produção de textos poéticos autorais (em prosa ou em verso), a atividade reuniu conteúdos de variados autores e trouxe até referências de pensadores como o linguista russo Roman Jakobson e produção do escritor brasileiro Manuel Bandeira. Tudo para que cada participante encontre sua própria “voz”. A ideia é dar “uma injeção a fim de provocar a infecção literária, evoé em seus estágios mais terminais”, de acordo com o próprio Fábio.

Para ele, “o poema é um texto grávido de poesia” e a “prosa é a escrita contínua, cursiva”, define. Misturando teoria e prática, as aulas contaram, entre as atividades, com a exibição e debate de vídeos do artista Adherrio Laiss disponíveis no Instagram. O professor utilizou as cenas como pontapé inicial para a construção de um exercício: a criação de um texto poético, que foi sendo transformado durante as aulas. 


Leia também

O guarda-roupa modernista

Poucos talvez tenham se dado conta de que a estética modernista avançou para muito além das letras, das telas de figuras enigmáticas e dos acordes dissonantes. Contaminou também o estilo de vida, os modos e chegou ao guarda-roupa dos principais artífices da Semana de Arte Moderna de 1922, com des...

Leia Mais!
À moda do diário

Os textos aqui reunidos foram escritos pelas alunas que participaram da oficina on-line “O guarda-roupa modernista”, ministrada por mim ao longo do mês de junho de 2022 através da Biblioteca Parque Villa-Lobos. Inicialmente, minha proposta era a produção de um tipo de texto diferente a cada enc...

Leia Mais!
A efervescência modernista na América Latina

O que é ser latino-americano para você? Foi com essa provocação que a jornalista e professora de Literaturas em Língua Espanhola, na faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Unifesp, Joana Rodrigues, começou a série de quatro encontros da oficina-online Modernismos nas Vizinhanças ...

Leia Mais!
Prazer em conhecê-los!

Em um ano marcado por tantos episódios culturais, em que o centenário da Semana de 22 se faz presente de forma retumbante no país, a oficina Modernismo nas vizinhanças latino-americanas foi pensada como possibilidade de trazer ao público alguns aspectos do que acontecia literariamente em paíse...

Leia Mais!
Arquitetura modernista

O que é moderno, é moderno por acaso? Para responder essa pergunta, o arquiteto, poeta e professor Humberto Pio convidou os participantes da oficina on-line Moderno por Acaso? Literatura e Arquitetura, realizada em quatro encontros entre os dias 5 e 26 de abril organizados pela Biblioteca Parque Vil...

Leia Mais!
Moderno por acaso? Literatura e arquitetura

Cem anos após a Semana de Arte Moderna de 1922, nas tardes ensolaradas das terças de abril do terceiro ano pandêmico, computadores aproximaram nossas casas da biblioteca. Foram quatro encontros que buscaram entender a literatura e a arquitetura modernas brasileiras num amplo panorama cultural, em di...

Leia Mais!
Governo do Estado de SP