/ governosp
Livro: um objeto carregado de beleza, arte e significado - Literatura Brasileira no XXI

Publicações | Crítica

Livro: um objeto carregado de beleza, arte e significado

Foto: Aline Araújo

A oficina online “Um brinquedo chamado livro: as possibilidades do livro infantil que extrapolam a narrativa escrita”, realizada em fevereiro, dentro da programação da Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL), teve o livro infantil como protagonista. Na atividade, o professor e escritor Fabiano Fernandes Garcez, destacou seu potencial artístico e falou sobre os elementos que constituem o objeto carregado de beleza, arte e significado.

Indissociáveis como corpo e alma, os livros são feitos de narrativas e também de capa, fontes, cores, formatos e materiais com diferentes texturas. Mostrar o poder dessa combinação, bastante evidenciada nas publicações infantis, foi o objetivo desses encontros. Nos debates, os participantes, de variadas formações e interesses, compartilharam suas primeiras experiências com a leitura. É justamente na infância, segundo a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, realizada pelo Instituto Pró-Livro, em 2016, que as crianças têm o primeiro contato com os livros, seja em casa ou na escola, e começam a desenvolver o gosto pela leitura.

O professor trouxe dicas de leitura e experiências com obras como “É o lobo?”, com texturas escondidas nas páginas e que costumam fascinar os pequenos e “Lampião e Lancelote”, de Fernando Vilela, cuja ilustração impactante mescla as cores cobre, associada ao cangaceiro, e prata, em alusão ao cavaleiro. Fabiano sublinhou, ainda, a importância da indicação de leitura, de acordo com as etapas de crescimento das crianças e lembrou da efeméride do Dia Nacional do Livro Infantil. A data, 18 de abril, foi escolhida em homenagem ao nascimento do escritor Monteiro Lobato.

Esta oficina integrou o Literatura Brasileira no XXI, projeto em parceria com a Unifesp. Como forma de colocar em prática o conteúdo aprendido, os participantes escrevam resenhas sobre os títulos trabalhados, publicadas no site (clique aqui para conferir). 


Leia também

O brinquedo feito de papel que ensina, educa e emociona

É por meio da família e da escola que começamos a desenvolver o gosto pela leitura, principalmente a partir de nossos primeiros contatos com os livros.  Todo livro é carregado de uma história, e não me refiro a sua narrativa propriamente, mas ao livro em sua materialidade. Alguém o escre...

Leia Mais!
Críticas e algumas bem-vindas crises: da poesia à prosa

Quanto das nossas experiências de leitura pode ser comunicado, transformado em palavras alongando o próprio fio da obra recém-contemplada? Mais: como esse exercício pode também ampliar nosso horizonte de entendimentos, de mais dúvidas ainda, iluminações e perturbações de todos os tipos? Um...

Leia Mais!
Carina Carvalho compartilha dicas sobre a criação de resenhas literárias

Mestra em Estudos Literários pela UNIFESP, Carina Carvalho defende que a resenha literária tenha seu espaço em formatos diferenciados para os vários canais disponíveis para a publicação destes textos. Na oficina “Críticas sem crise: da poesia à prosa”, realizada em junho dentro da progr...

Leia Mais!
Ouvidoria Transparência SIC