Publicações | Criação Literária

Canções e fábulas foram referências para a oficina online de minicontos

Foto: acervo pessoal

Canções, fábulas e minicontos foram alguns dos materiais que os professores Milena Mulatti Magri e Gustavo Scudeller compartilharam com os participantes durante a oficina online "Personagens do trabalho", que aconteceu em março deste ano. O objetivo dos encontros foi promover uma reflexão sobre o labor, o emprego e outras questões relacionadas com o tema, e, a partir daí, estimular a criação de conteúdos autorais, no formato de miniconto.

Na teoria, esse gênero representa um tipo de texto muito curto, que usa o mínimo de elementos para exprimir uma ideia. Ele tem, entre suas principais características, a concisão e o subtexto. E, para introduzir o assunto, já estabelecendo conexão com os aspectos do trabalho, foram apresentadas referências como a canção “Um dia eu chego lá”, de Tim Maia, o documentário “Art é Arte”, sobre o sarau da Cooperifa, movimento cultural da zona Sul de São Paulo, e as fábulas “O estojo e as pérolas” e “Ajudando as plantas a crescerem”, extraídas do livro “Fábulas chinesas”, de Sérgio Capparelli e Márcia Schamltz.  

Milena, que é especialista em Literatura Brasileira e Teoria da Literatura, e Gustavo, professor do Departamento de Letras da Unifesp, traçaram paralelos entre as obras e direcionaram a dinâmica para que os participantes fizessem suas produções. O resultado: textos bem curtos, deixando lacunas significativas para a interpretação do leitor, seja na construção dos personagens, do cenário ou no desenlace da narrativa. Esses trabalhos estão disponíveis aqui no site do projeto Literatura Brasileira no XXI. Clique aqui para conferir.

Leia também

O guarda-roupa modernista

Poucos talvez tenham se dado conta de que a estética modernista avançou para muito além das letras, das telas de figuras enigmáticas e dos acordes dissonantes. Contaminou também o estilo de vida, os modos e chegou ao guarda-roupa dos principais artífices da Semana de Arte Moderna de 1922, com des...

Leia Mais!
À moda do diário

Os textos aqui reunidos foram escritos pelas alunas que participaram da oficina on-line “O guarda-roupa modernista”, ministrada por mim ao longo do mês de junho de 2022 através da Biblioteca Parque Villa-Lobos. Inicialmente, minha proposta era a produção de um tipo de texto diferente a cada enc...

Leia Mais!
A efervescência modernista na América Latina

O que é ser latino-americano para você? Foi com essa provocação que a jornalista e professora de Literaturas em Língua Espanhola, na faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Unifesp, Joana Rodrigues, começou a série de quatro encontros da oficina-online Modernismos nas Vizinhanças ...

Leia Mais!
Prazer em conhecê-los!

Em um ano marcado por tantos episódios culturais, em que o centenário da Semana de 22 se faz presente de forma retumbante no país, a oficina Modernismo nas vizinhanças latino-americanas foi pensada como possibilidade de trazer ao público alguns aspectos do que acontecia literariamente em paíse...

Leia Mais!
Arquitetura modernista

O que é moderno, é moderno por acaso? Para responder essa pergunta, o arquiteto, poeta e professor Humberto Pio convidou os participantes da oficina on-line Moderno por Acaso? Literatura e Arquitetura, realizada em quatro encontros entre os dias 5 e 26 de abril organizados pela Biblioteca Parque Vil...

Leia Mais!
Moderno por acaso? Literatura e arquitetura

Cem anos após a Semana de Arte Moderna de 1922, nas tardes ensolaradas das terças de abril do terceiro ano pandêmico, computadores aproximaram nossas casas da biblioteca. Foram quatro encontros que buscaram entender a literatura e a arquitetura modernas brasileiras num amplo panorama cultural, em di...

Leia Mais!
Governo do Estado de SP