Publicações | Criação Literária

Contando o trabalho na pandemia

Ilustração: Fernando Siniscalchi.

A oficina Personagens do trabalho foi realizada ao longo de quatro encontros, durante o mês de março de 2021. Nestes encontros, pudemos discutir as diferentes facetas do trabalho, procurando apreendê-lo como um fenômeno essencial da atividade humana. Trabalhar não é só se dedicar a uma atividade profissional ou a um meio de vida. É, antes de tudo, criar mundos. É participar ativamente na produção e transformação das coisas ao nosso redor. Daí também o papel importante da fantasia, da literatura e da arte quando nos propomos a pensar sobre o trabalho e sobre como as diferentes condições de acesso a ele afetam as nossas vidas.

Em nossos encontros, o gênero literário escolhido para ser exercitado foi o miniconto. Espécie de forma narrativa essencialmente breve, às vezes até muito próxima da anedota e da fábula, ou mesmo do provérbio e da poesia, ela encanta pela agilidade e intensidade do efeito. Combina, portanto, com o ritmo acelerado que a produção e o trabalho vêm assumindo num mundo cada vez mais globalizado e tecnológico. Nossas discussões não foram indiferentes a isso. Nem poderiam ser. Os encontros aconteceram no momento de maior agravamento da pandemia do novo coronavírus, quando os seus efeitos sobre a economia e o desemprego, já combalidos, atingiam um ponto ainda mais crítico.

O resultado é perceptível nos textos recolhidos nessa pequena coletânea. Não faltam neles uma nota crítica, e muitas vezes combinada com o humor. Mesmo a um primeiro olhar, o leitor pode observar como os autores buscaram apurar a linguagem de suas histórias, focando-as em pequenas situações do cotidiano, interessantes pelas tensões que encerram. Recorrendo a suas experiências prévias ou imaginadas, os participantes não deixaram de abordar a pandemia e as transformações no trabalho decorrentes do isolamento.

Apesar do momento crítico, os encontros virtuais foram muito prazerosos e renderam bons resultados. Esperamos que possam desfrutar de pelo menos uma parte desse prazer na leitura desses minicontos.

Por Milena Mulatti Magri & Gustavo Scudeller

Veja, a seguir, os minicontos produzidos como resultado da oficina “Personagens do trabalho”, ministrada em março pelos professores Milena Mulatti Magri e Gustavo Scudeller, dentro da programação da Biblioteca de São Paulo.

Anderson Pimentel 

Cairo Reis 

Lilian Amaral 

Raiany Peixe Gremes

Suelen Santana 

Tita Nunes 

Vanessa Castro

Victória Galvão


Milena Mulatti Magri é doutora em Letras pela Universidade de São Paulo e pós-doutora pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Tem experiência na área de letras, com ênfase em Literatura Brasileira e Teoria da Literatura. 

Gustavo Scudeller é doutor em Teoria e História Literária pela Unicamp. É professor do Departamento de Letras da Universidade Federal de São Paulo - Unifesp, onde realiza atividades acadêmicas e de extensão. 

Leia também

O guarda-roupa modernista

Poucos talvez tenham se dado conta de que a estética modernista avançou para muito além das letras, das telas de figuras enigmáticas e dos acordes dissonantes. Contaminou também o estilo de vida, os modos e chegou ao guarda-roupa dos principais artífices da Semana de Arte Moderna de 1922, com des...

Leia Mais!
À moda do diário

Os textos aqui reunidos foram escritos pelas alunas que participaram da oficina on-line “O guarda-roupa modernista”, ministrada por mim ao longo do mês de junho de 2022 através da Biblioteca Parque Villa-Lobos. Inicialmente, minha proposta era a produção de um tipo de texto diferente a cada enc...

Leia Mais!
A efervescência modernista na América Latina

O que é ser latino-americano para você? Foi com essa provocação que a jornalista e professora de Literaturas em Língua Espanhola, na faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Unifesp, Joana Rodrigues, começou a série de quatro encontros da oficina-online Modernismos nas Vizinhanças ...

Leia Mais!
Prazer em conhecê-los!

Em um ano marcado por tantos episódios culturais, em que o centenário da Semana de 22 se faz presente de forma retumbante no país, a oficina Modernismo nas vizinhanças latino-americanas foi pensada como possibilidade de trazer ao público alguns aspectos do que acontecia literariamente em paíse...

Leia Mais!
Arquitetura modernista

O que é moderno, é moderno por acaso? Para responder essa pergunta, o arquiteto, poeta e professor Humberto Pio convidou os participantes da oficina on-line Moderno por Acaso? Literatura e Arquitetura, realizada em quatro encontros entre os dias 5 e 26 de abril organizados pela Biblioteca Parque Vil...

Leia Mais!
Moderno por acaso? Literatura e arquitetura

Cem anos após a Semana de Arte Moderna de 1922, nas tardes ensolaradas das terças de abril do terceiro ano pandêmico, computadores aproximaram nossas casas da biblioteca. Foram quatro encontros que buscaram entender a literatura e a arquitetura modernas brasileiras num amplo panorama cultural, em di...

Leia Mais!
Governo do Estado de SP