Edição 28 - Janeiro/2023 | Editorial

Democracia sempre

Imagem de Freepik

No ano de 2023, o projeto Literatura Brasileira no XXI debruça-se sobre um tema que, no fundo, é um valor: a democracia. Com suas tenções e imperfeições, em seus vários modelos, ela só pode ser alguma coisa construída. Algo que, nas mais diversas esferas da vida, não é natural, tal como um minério achado numa encosta. Do direito ao voto à escolha religiosa, passado pela universalização do acesso à saúde e moradia, a democracia precisa ser cultivada cotidianamente.

Pensando nos ataques que a democracia tem sofrido, em diferentes partes do mundo, as oficinas deste ano afirmam práticas e conceitos como liberdade de imprensa, diversidade cultural e integração das pessoas com deficiência. A literatura brasileira contemporânea não se abstém desses desafios. Não só denuncia as forças políticas e econômicas, que desejam prosperar sem contrapartida social e responsabilidade jurídica, mas contribui a que os leitores elaborem ética e afetivamente as dores de criar um país mais justo.

A primeira oficina, “Literatura, religião e política em perspectiva”, com o professor Thiago Maerki, grande conhecedor das narrativas religiosas, jogou luz sobre este aspecto hoje candente: se a experiência religiosa é algo inerente ao humano em suas diferenças culturais, como evitar que apenas esta doutrina ou aquela denominação torne-se hegemônica de forma violenta e não raro criminosa?

Boa leitura e um ano novo promissor a todos!


Leia também

Canto que venta do Sul

Para Darcy Ribeiro (O Povo Brasileiro, 1995), a Brasil Sulino é a área mais heterogênea do país, estendendo-se pelos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Tal diversidade contrasta com a menor extensão desse território, se comparado ao Brasil Caboclo, e ocorre em apenas tr...

Leia Mais!
O preto em todos os Brasis

O Povo Brasileiro (1995), Darcy Ribeiro (1922-1997) fala do português como povo euro-africano, que vem implantar uma economia açucareira e escravista a partir, principalmente, do Nordeste. Mas para além da cor predominante na força de trabalho que fez rodar as engrenagens deste sistema, o chama...

Leia Mais!
Enorme Norte

Darcy Ribeiro (1922-1997), em O Povo Brasileiro (1995), estuda a predominância das populações caboclas na Região Norte do Brasil. Mesmo com a chegada de contingentes vindos da Europa e da África árabe e subsaariana, os povos originários determinaram cultural e geneticamente a maior parcela te...

Leia Mais!
O sertão em cada um

O Povo Brasileiro (1995), de Darcy Ribeiro (1922-1997), vem norteando oficinas do projeto Literatura Brasileira no XXI. Neste mês de março, o foco é o Brasil Sertanejo, cujos traços culturais, econômicos e sociais são localizados pelo estudioso principalmente na região que hoje chamamos de ...

Leia Mais!
Caipira: um causo do Brasil

Inspirado no Povo Brasileiro (1995), de Darcy Ribeiro (1922-1997), o projeto Literatura Brasileira no XXI segue com seu novo ciclo. Depois da primeira ação mais panorâmica, a segunda concentra-se numa das cinco unidades geográficas, econômicas, étnicas e culturais do país: o Brasil caipira.S...

Leia Mais!
Literaturas dos Brasis

O projeto Literatura Brasileira no XXI abre novo ciclo, voltado às nossas diversidades regionais. Inspiradas no Povo Brasileiro (1995), de Darcy Ribeiro (1922-1997), as oficinas visam discutir a literatura de cada Brasil descrito nessa obra fundamental: caipira, sertanejo, caboclo, crioulo e sulin...

Leia Mais!